Aprimoramento Humano

Você com você!

“Se for para leste, oeste, sul ou norte, não faz diferença alguma.

Não importa qual o seu destino, certifique-se apenas em fazer com que cada jornada seja uma jornada ao seu interior. Se viajar para dentro de si você viajará todo o mundo e além.”

(As Quarenta Regras do Amor, por Elif Shafak, inspirada por Mevlana Rumi) 

Você com o mundo!

“A busca pelo Amor nos muda.

Não há quem esteja nesta busca que não tenha amadurecido pelo caminho.

No momento em que começar a buscar pelo Amor,

iniciará uma mudança dentro e fora.”

(As Quarenta Regras do Amor, por Elif Shafak, inspirada por Mevlana Rumi)

Terapia é função do amor!

"Terapia é basicamente uma função do amor.

Portanto, sem amor não há terapia.

Terapia é uma função do amor.

A primeira coisa: a psicologia ocidental ainda pensa em termos de um ego saudável.

E o ego nunca pode ser saudável. É uma contradição do próprio termo. Ego, em si, é doença.

O ego não pode nunca ser saudável. O ego está sempre levando você em direção a mais e mais doença.

Mas a psicologia ocidental pensa que as pessoas estão sofrendo de egos fracos. As pessoas não estão sofrendo de fraqueza do ego, mas de muito egoísmo.

Mas se a sociedade é orientada pela mentalidade masculina, orientada pela agressividade, o único desejo da sociedade é como conquistar tudo, então naturalmente você tem que abandonar tudo o que é feminino em você, você tem que abandonar metade do seu ser na escuridão - e você tem de viver com a outra metade.

A outra metade nunca pode ser saudável, porque a saúde vem da totalidade. O feminino tem de ser aceito. O feminino é o não-ego, o feminino é receptividade, o feminino é amor. Uma pessoa realmente saudável é alguém que está totalmente equilibrada entre o masculino e o feminino.

De fato, é alguém cuja masculinidade foi cortada, destruída por sua feminilidade, que transcendeu a ambos, que não é masculino nem feminino - que simplesmente é. Você não pode categorizá-lo. Este homem é pleno, e este homem é são. E para este homem, no Oriente, nós sempre olhamos como o Mestre.

No Oriente, nós não criamos nada paralelo ao psicoterapeuta.

O Oriente criou o Mestre, o Ocidente criou o psicoterapeuta.

Quando as pessoas estão mentalmente perturbadas, elas vão à um psiquiatra no Ocidente; no Oriente elas vão à um Mestre.

A função do Mestre é totalmente diferente. Ele não o ajuda a atingir um ego mais forte. Na verdade, ele faz você sentir que o ego que você tem já é demais. Abandone-o! Deixe-o ir! Uma vez que o ego foi abandonado, subitamente você é um, pleno e fluídico. E não há nenhum bloco e nenhum obstáculo...

No Oriente, a nossa abordagem é de que o terapeuta não tem de fazer nenhum trabalho. O terapeuta torna-se simplesmente um veículo para a energia de Deus. 

O curador tem de se tornar simplesmente uma passagem.

O paciente é um homem - aos olhos orientais - que perdeu o seu contato com Deus. Ele se tornou muito egoísta, e perdeu o seu contato com Deus.

Ele está totalmente desconcertado das raízes, da própria fonte da vida. É por isso que ele está doente - mentalmente, fisicamente ou de qualquer outra maneira.

A doença significa que ele perdeu a trilha da fonte. O curador (healer), o terapeuta no Oriente, tem como função conectá-lo com a fonte novamente. Ele perdeu a fonte, mas você ainda tem a conexão. Ele não pode confiar num Deus, ele não sabe o que Deus significa. A palavra tornou-se sem sentido para ele. Mas ele pode confiar no terapeuta, ele pode dar a mão ao terapeuta.

O terapeuta está vazio, simplesmente em sintonia com Deus, e a energia começa a fluir. 

Toda a minha abordagem sobre terapia é de que o terapeuta tem de tornar-se um instrumento de Deus.

Eu não estou dizendo não saiba o know-how. Saiba o know-how! - mas faça este know-how disponível para Deus. Deixe Ele usá-lo.

Aprenda psicoterapia, aprenda todos os tipos de terapias. Saiba tudo o que é possível saber, mas não se prenda a isto.

Ponha isto lá, deixe Deus estar disponível através de você.

Permita Deus através de todo o seu know-how, permita a Deus fluir através de seu know-how. Deixe-o ser a fonte da cura e da terapia. Isto é que é amor.

O amor relaxa o outro.

O amor dá confiança ao outro.

O amor banha o outro, cura as suas feridas".

(Osho)

  • Facebook Social Icon

Engenheiro Francisco Azevedo, 51 - São Paulo/SP

Próximo ao Metrô Vila Madalena

 (11) 9.5000-2741 | (11) 9.9156-6018